Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
28
29
30
31
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > O Projecto > Censos Marítimos
imprimir

Censos Marítimos
No âmbito do Projecto LIFE IBAs Marinhas estão a decorrer censos marítimos para observação e identificação de aves marinhas, na área marítima portuguesa no sentido de identificar as zonas mais importantes para as aves marinhas e compará-las com esforços de pesca e dados oceanográficos.

Os censos marítimos consistem no embarque de um ou dois ornitólogos em barcos de investigação oceanográfica e/ou de pescas, algumas das instituições/parceiros que colaboram neste censo são:

  •  INIAP - IPIMAR,
  •  Departamento de Oceanografia e Pescas - Universidade dos Açores,
  •  Instituto Hidrográfico.

Para além dos navios de investigação são também utilizadas embarcações de: empresas marítimo-turísticas, empresas de transportes, Marinha portuguesa, Parque Natural da Madeira e particulares.

O trabalho realizado durante os embarques consiste na observação e anotação de todas as espécies que se encontrem numa faixa de 300m do barco. Para uma standarização dos métodos de observação utiliza-se o sistema ESAS ( European Seabirds At Sea ), presentemente utilizado em toda a Europa , que consiste em:

  •  Identificação da espécie,
  •  Número de indivíduos presente, em voo ou na água,
  •  Direcção de voo,
  •  Comportamento,
  •  Associações com cetáceos, barcos de pesca, ou outras.
Este processo foi especificamente desenvolvido para a identificação de aves marinhas, no entanto, são também registadas todas as espécies de cetáceos, tartarugas e peixes observadas nos transectos.
Para protecção e conforto dos observadores foi construída uma caixa de observação, em madeira que geralmente é colocada a bordo das embarcações. Em algumas situações excepcionais é dado acesso à ponte da embarcação.



Construção de caixa-abrigo em ferro e madeira, para protecção dos observadores, no mar

Caixa-abrigo montada na embarcação Noruega IPIMAR e observadores Ivan Ramirez e Ana Meirinho


Observação feita através da ponte da embarcação Noruega. Este tipo de observação só é realizado esporadicamente


Depois das saídas de mar torna-se necessário proceder à compilação e tratamento dos dados. Através dos dados fornecidos identificam-se as áreas com maior incidência de aves e qual o seu principal comportamento.

Resultados preliminares (Setembro 2005)
ZEE Portuguesa
Dias de censos
87
Área (Km2)
2.100
Percurso (Km2)
7.000
Nº de espécies de aves identificadas
40
Nº de aves identificadas (indivíduos)
31.562
Nº de espécies de cetáceos identificados
7
Nº de cetáceos observados (indivíduos)
1.944
Aves mais observadas
Cagarra Calonectris diomedea
Alcatraz Sula bassana;
Gaivotas Larus fuscus/ Larus cachinnans.




voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com