Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
 
2
3
4
5
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
26
28
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Aves Marinhas > Freira da Madeira
imprimir

Freira da Madeira
Freira da Madeira - Pterodroma madeira (Mathews, 1934)

Reprodução
Esta ave chega à Madeira para nidificar em fins de Março/ Abril, abandonando a colónia e partindo para o mar em Setembro/ Outubro. Entre Outubro e Março as Freiras da Madeira encontram-se no mar em busca de alimento, de acordo com os seus hábitos pelágicos. Distribuição e tamanho populacional A Freira da Madeira é endémica da ilha da Madeira, nidificando exclusivamente em algumas zonas do maciço montanhoso central desta ilha. A sua população local (e mundial) está estimada em cerca de 40 casais.

Identificação
No mar distingue-se das outras espécies que ocorrem na Macaronésiao, excepto da Freira do Bugio P. feae, pela forma como voa (fazendo “Vs” pronunciados), por ter um grande contraste entre a parte superior do corpo (escura) e a inferior (branca) e por ter a parte interna das asas escura. É praticamente impossível de distinguir no mar da Freira do Bugio, embora possua um porte ligeiramente inferior e mais delicado.

Habitat
A Freira da Madeira escava o ninho no solo, pelo que a existência de áreas não erodidas e com vegetação é vital para a sua sobrevivência. As suas colónias localizam-se em plataformas quase inacessíveis em falésias rochosas das zonas montanhosas do centro da ilha da Madeira.

  • Conservação
Ameaças
A predação exercida por animais introduzidos, nomeadamente gatos e ratos, foram as principais razões que conduziram ao declínio da espécie tendo quase conduzido a mesma à extinção total. A degradação do habitat de nidificação causada pela erosão provocada por herbívoros introduzidos (cabras, ovelhas e coelhos) foi outro dos factores determinantes na regressão da espécie e ainda hoje é uma das principais contrariedades para a sua recuperação. A colecta de aves e ovos por coleccionadores é ainda uma ameaça a ter em conta.

Estado de conservação e instrumentos legais de protecção

A Freira do Bugio está classificada como Globalmente Ameaçada e é considerada dependente de medidas específicas de gestão. Está presente nas listas do Anexo I da Directiva Aves e Anexo II da Convenção de Berna. O seu habitat está no Anexo I da Directiva Habitats. Em Portugal está classificada na categoria Ameaçada.

Estado actual do conhecimento em Portugal

Existem dados sobre a bilogia de reprodução e o sucesso reprodutor, censos da população e dados biométricos. A população nidificante é monitorizada e avaliada anualmente e são prospectados possíveis novos locais de nidificação com regularidade. Não existem dados sobre a sua distribuição no mar.

Comentários
Esta é uma das aves marinhas mais raras do mundo e a mais ameaçada da Europa e chegou a ser considerada extinta nos anos 60.





voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com