Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
 
2
3
4
5
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
26
28
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Aves Marinhas > Alma-negra
imprimir

Alma-negra
Alma-negra - Bulweria bulwerii (Jardine & Selby 1828)

Reprodução
Esta ave chega ao nosso território para nidificar em fins de Março, dando-se as primeiras eclosões no fim de Junho/início de Julho. A partir de Setembro as aves começam a abandonar os seus locais de nidificação, para regressar no ano seguinte

Distribuição e tamanho populacional
A Alma-negra tem distribuição mundial alargada que inclui, além do Oceano Atlântico, o Oceano Pacífico. Está presente em toda a macaronésia e em todas as ilhas que compõem o Arquipélago da Madeira, sendo as Ilhas Desertas o local onde se situa a maior colónia do Atlântico Norte. Nos Açores localiza-se o limite Norte da sua distribuição, apenas estando representada por uma pequena colónia no Ilhéu da Vila (Santa Maria)

Identificação
É uma ave que em voo pode ser identificada pela sua cor uniforme castanha escura, pela grande envergadura das asas proporcionalmente ao corpo e por estas serem pontiagudas. O seu ”ão...ão...ão” característico emitido no ninho faz lembrar um cachorro.

Habitat
A Alma-negra é uma ave marinha que nidifica em pequenas ilhas, ilhéus e falésias costeiras. O ninho pode ser construído em cavidades existentes nas rochas, buracos no solo ou por baixo de grandes pedras.


  • Conservação
Ameaças
As principais ameaças a esta espécie estão relacionadas com a degradação do seu habitat, seja pela presença de ratos, gatos e outros mamíferos introduzidos, ou por destruição directa em caso de movimentação de terras ligadas à construção. Estas ameaças são mais sentidas na Ilha da Madeira, não se verificando nas principais colónias das Ilhas Desertas e Selvagens, onde a competição por locais de nidificação com outras espécies e a predação por gaivotas são as ameaças com maior expressão.

Estatuto de conservação e instrumentos legais de protecção
Esta espécie apresenta um estatuto de conservação Vulnerável e Dependente da Gestão. Estando presente no Anexo I da Directiva Aves e no Anexo II da Convenção de Berna. Algumas áreas do seu habitat, estão incluídas no Anexo I da Directiva Habitats.

Estado actual do conhecimento em Portugal
Existem estudos sobre a biologia reprodutora e a época de reprodução, bem como censos da população. As principais áreas de nidificação estão delimitadas na Madeira e nos Açores. Não existem dados significativos sobre a distribuição no mar nem durante a época de reprodução nem fora desta. As maiores colónias existentes (Ilhas Desertas) estão muito pouco estudadas devido a dificuldades de acesso aos locais de nidificação.




voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com